Notícias - Caminhões

Conheça mais sobre os caminhões VW e MAN

Coração brasileiro: a nova geração do motor MAN D26 nacional estreia no maior caminhão da história da VW Caminhões e Ônibus

23 de Setembro de 2020

•    Brasil é o primeiro país fora da Europa a produzir o propulsor;

•    Sustentabilidade e economia: projeto de nacionalização assegura a alta disponibilidade dos componentes para manutenção e reparo;

•    Principais materiais do propulsor atendem às novas diretrizes de reciclabilidade do Grupo Volkswagen, assim como à redução significativa dos níveis de gases do efeito estufa;

•    Disponível nas versões 460 cv e 520 cv, combina tecnologia que garante mais performance, durabilidade, robustez e o melhor aproveitamento do combustível;

•    Veículo foi desenvolvido para oferecer ganhos operacionais ao cliente, com economia de combustível.

 

Os novos extrapesados Volkswagen celebram um verdadeiro marco: são equipados com a nova geração do motor MAN D26 de 13 litros, que passa a ser produzido no Brasil, na primeira linha fora da Europa, com a maior potência de sua história. O propulsor utiliza a melhor tecnologia europeia, adaptada às necessidades do mercado brasileiro, e equipa os caminhões mais potentes do portfólio que ostenta a logomarca VW de todos os tempos, adentrando na faixa de 460 e 520 cavalos, com 2.300 e 2.500 Nm de torque, respectivamente.

Graças à nacionalização conduzida pelo time de Engenharia da VW Caminhões e Ônibus, o coração dos novos extrapesados VW é brasileiro. A expertise na produção local dos motores MAN D08 de quatro e seis cilindros desde 2012 credenciou o time a assumir o desafio de nacionalizar o motor do maior caminhão VW de todos os tempos.

Embora seja um motor consagrado, com mais de 600 mil unidades produzidas nos últimos 15 anos e em plena operação no mundo todo, a nova geração do MAN D26, agora nacional, dá um salto em eficiência. Durante seu processo de nacionalização, mais de 130 componentes foram modificados ou localizados, incluindo as partes mais importantes do motor, tais como bloco, cabeçote, entre outros. Essas mudanças foram realizadas para que ele alcançasse a combinação perfeita de potência, torque, redução de consumo de combustível e durabilidade. Os componentes foram localizados e os processos foram adaptados para otimização de custos e performance esperada pelos clientes.

O novo sistema de injeção, em conjunto com novos pistões e o novo turbocompressor com controle eletrônico, melhoram de forma considerável a eficiência de combustão, permitindo o aumento da densidade de potência, com elevada performance, durabilidade e consumo reduzido de combustível.

Trem de força configurado para a economia – Todo o trem de força da nova família de extrapesados da VW foi pensado para oferecer ganhos operacionais ao cliente. Além do motor MAN D26 nacional, uma série de fatores sustentam essa vantagem, como a nova transmissão automatizada V-Tronic com caixa Traxon, que se soma a componentes mais eficientes e sistemas inteligentes para a máxima eficiência na operação.

Os novos extrapesados estreiam no portfólio VW a transmissão automatizada V-Tronic com caixa Traxon, calibrada para as demandas do mercado, disponível nas versões de 12 e 16 velocidades para todas as configurações dos modelos de veículos, fabricada pela ZF.

O resultado é um melhor consumo de combustível e desempenho superior para as condições de rodagem no país. Esse câmbio processa informações em alta velocidade. Em combinação com o sistema de tecnologia embarcada, propicia trocas de marchas mais inteligentes para as mais diversas condições topográficas e de carga, otimizando o consumo, a segurança e o conforto.

Os novos eixos trativos de alta eficiência dispõem de ampla gama de relações de transmissão, que se adequam às mais variadas condições de operação, assegurando elevada performance e durabilidade, com baixo consumo de combustível.

O veículo contempla ainda uma inteligência embarcada que usa o georreferenciamento para agregar eficiência, disponibilidade, segurança e robustez à aplicação. O sistema com sensores e funções eletrônicas possibilita o gerenciamento adequado e automático da potência do motor, trocas de marcha, uso do freio e aproveitamento da inércia do veículo em função da topografia e da carga transportada.

Graças a este trabalho, foi possível aliar uma performance superior com uma notável melhoria no consumo de combustível. A nova geração de motor MAN D26, a nova transmissão automatizada V-Tronic com caixa Traxon, o sistema de gerenciamento eletrônico e as melhorias aerodinâmicas promovem uma redução significativa no consumo de combustível.

Evolução em todos os componentes – O segredo do trem de força dos novos cavalos da VW não se restringe, no entanto, ao motor MAN D26 e à transmissão V-Tronic com caixa Traxon e suas programações avançadas. Há evoluções em todos os componentes, que foram desenvolvidos com foco em durabilidade, custo de operação, facilidade de manutenção e na modularidade, para permitir um maior número de variantes para atender às necessidades dos clientes. Este trabalho garante a melhor adaptabilidade do produto ao mercado e a alta disponibilidade requerida para a aplicação.

Todos os modelos da nova família contam com dois tanques, com capacidades que variam de 630 litros (dois de 315l, em plástico) a 940 litros (dois de 470l, em alumínio), de acordo com o entre-eixo escolhido. Com exceção do off-road, todos são de alumínio. Os extrapesados VW também dispõem de tanque para 100 litros de Arla 32, promovendo a autonomia equilibrada para as aplicações. Todo o sistema de combustível e de injeção foi desenvolvido para trabalhar com biodiesel