Notícias - Caminhões

Conheça mais sobre os caminhões VW e MAN

TRATON ultrapassa €1 bilhão de lucro operacional na primeira metade do ano

30 de Julho de 2019
  • Receita das vendas aumentou 7%, alcançando €13,5 bilhões
  •  Lucro operacional subiu cerca de 25% em comparação com o mesmo período do ano anterior, chegando a €1,1 bilhão
  •  Retorno operacional das vendas subiu para 7,9%
  •  Resultado após impostos aumentou em 65% e chegou a €792 milhões
  • Vendas de caminhões e ônibus aumentaram cerca de 10%, chegando a 123.336 unidades
  •  Entrada de pedidos decresceu 6%
  • CEO Andreas Renschler: “nosso IPO em junho demonstra que estamos alcançando nossos objetivos na TRATON. Olhando para a frente, avançamos agora a todo o vapor com a implementação de nossa estratégia Global Champion e alavancando mais sinergias em todo o grupo”.

O Grupo TRATON anuncia vigorosos resultados no primeiro semestre. Durante os primeiros seis meses do ano, o grupo aumentou seu lucro operacional em €212 milhões, comparado ao mesmo período do ano anterior, chegando a mais de €1 bilhão. O grupo gerou uma receita de vendas de €13,5 bilhões (ano anterior: €12,6 bilhões), refletindo um aumento de 7% em relação aos primeiros seis meses de 2018. A cifra do ano anterior ainda inclui a receita de vendas da Volkswagen Gebrauchtfahrzeughandels und Service GmbH (VGSG), descartada em 1º de janeiro de 2019, de €348 milhões. Fazendo o ajuste desta receita de vendas, o aumento para o ano fiscal atual foi de 10%. Durante os primeiros seis meses de 2019, o Grupo TRATON vendeu 123.336 veículos em todo o mundo, representando cerca de 10% de acréscimo se comparado com o resultado do ano anterior. Esse crescimento foi impulsionado principalmente pelo contínuo desenvolvimento favorável dos principais mercados da Europa, especialmente da Alemanha, e do Brasil. Entretanto, ao mesmo tempo, o nível de encomendas no segmento de Negócios Industriais de 120.491 unidades durante os primeiros seis meses de 2019 foi 6% abaixo do mesmo período em 2018, devido ao declínio das encomendas de caminhões na região UE28+2, Rússia, Índia e Turquia, bem como ao menor número das ordens de compra para ônibus no México, Irã e Arábia Saudita. A relação entre a entrada de pedidos e as vendas (relação ordens de compras/vendas) foi de 0,98 no primeiro semestre de 2019.

Andreas Renschler, CEO do Grupo TRATON e membro do conselho de administração da Volkswagen AG, afirmou: “nosso IPO em junho demonstra que estamos alcançando nossos objetivos na TRATON. Olhando para a frente, avançamos agora a todo o vapor com a implementação de nossa estratégia Global Champion, alavancando mais sinergias em todo o grupo. Ao mesmo tempo, estamos mantendo um olhar muito atento na evolução do mercado, a fim de ter flexibilidade para ajustar nossa produção”.

O Grupo TRATON atua em dois segmentos: Negócios Industriais e Serviços Financeiros.

O segmento de Negócios Industriais compreende especificamente as três unidades operacionais MAN Truck & Bus, Scania Vehicles & Services e a Volkswagen Caminhões e Ônibus. Durante o primeiro semestre de 2019, o segmento de Negócios Industriais gerou a receita de vendas de €13,3 bilhões (ano anterior: €12,1 bilhões), com lucro operacional de €1,008 bilhão (ano anterior: €787 milhões). O aumento significativo da receita de vendas de 10% foi devido principalmente à comercialização de veículos novos, impulsionado pelo forte crescimento no negócio de caminhões. Houve um ligeiro crescimento nos negócios de pós-vendas.

O segmento de Serviços Financeiros oferece aos clientes uma ampla gama de serviços financeiros, incluindo financiamentos , leasing e produtos de seguros. Durante o primeiro semestre de 2019, o segmento registrou um lucro operacional de €70 milhões (ano anterior: €65 milhões) e receita de vendas de €419 milhões (ano anterior: €380 milhões). Uma carteira líquida maior e taxas de câmbio impactaram positivamente o lucro operacional, ao passo que margens menores e despesas operacionais mais altas foram fatores compensadores.

Christian Schulz, CFO do Grupo TRATON, afirmou: "tivemos um começo vigoroso no ano e continuamos melhorando nosso crescimento no primeiro trimestre. Com um retorno operacional sobre as vendas de 7,9% no primeiro semestre de 2019, estamos claramente à frente do mesmo período do ano passado. Olhando para o resto do ano, apesar do contínuo agravamento dos indicadores econômicos, continuamos confiantes e reafirmamos os objetivos definidos para o ano. Além disso, estamos totalmente focados no lançamento da nova geração de caminhões na MAN”.

Grupo TRATON: três marcas fortes sob o mesmo teto

Com as suas marcas MAN, Scania e Volkswagen Caminhões e Ônibus, o Grupo TRATON é um dos principais fabricantes de veículos comerciais de todo o mundo, com o objetivo de ser um campeão global da indústria de transportes através de um crescimento rentável, de sua expansão global e de inovações voltadas para o cliente. O grupo tornou público seu lucro operacional de €1,075 bilhão para o primeiro semestre de 2019, um reflexo de seu retorno operacional de 7,9% sobre as vendas (ano anterior: 6,8%). Aumentou seus ganhos após os impostos em 65% para €792 milhões no primeiro semestre de 2019, consequência de uma taxa de imposto favorável e de um melhor resultado financeiro.

Visão rápida das unidades operacionais

A marca MAN é um parceiro de negócios confiável que oferece uma gama completa de produtos de veículos comerciais leves a caminhões pesados com o objetivo de apoiar e facilitar as operações de negócios de seus clientes. Durante o primeiro semestre de 2019, a MAN Truck & Bus registrou vendas unitárias de 54.028 veículos (+ 10%). Além do impulso nas vendas de caminhões, a série MAN TGE contribuiu com um crescimento significativo para tal cifra. A receita de vendas de caminhões e ônibus da unidade operacional MAN Truck & Bus subiu em torno de 6% para €5,5 bilhões. Com €253 milhões, o lucro operacional no primeiro semestre de 2019 foi menor do que ano anterior (ano anterior: €285 milhões), refletindo no retorno operacional sobre as vendas de 4,6% (ano anterior: 5,5%). O lucro operacional para o primeiro semestre de 2018 incluiu os ganhos de €19 milhões da transferência da marca RIO para a TRATON SE.

A marca Scania é líder de inovação premium em soluções de transporte sustentáveis. Com 51.524 caminhões e ônibus, a Scania entregou mais veículos no primeiro semestre de 2019 do que no mesmo período do ano passado (+ 10%). As receitas de vendas da unidade operacional Scania Vehicles & Services aumentaram cerca de 13% alcançando €7,1 bilhões. Como resultado deste vigoroso crescimento, o lucro operacional aumentou cerca de 34%, atingindo €828 milhões durante o período analisado. Isso inclui um efeito de câmbio positivo de €57 milhões. A implantação bem-sucedida da nova geração de caminhões Scania na América Latina e na Ásia significava que a produção paralela anterior de séries antigas e novas foi encerrada completamente. A Scania está continuamente trabalhando na otimização dos processos de logística e produção, para melhorar sistematicamente seus custos e normalizar sua capacidade de produção após a introdução da nova geração de caminhões. O retorno operacional sobre as vendas de Scania Vehicles & Services para os primeiros seis meses do ano foi de 11,6% (ano anterior: 9,8%).

A VWCO, com seus produtos fabricados sob medida e excelente custo-benefício, tem continuamente mantido uma posição de liderança no mercado de caminhões brasileiros nos últimos 15 anos. Durante o primeiro semestre de 2019, as entregas de VWCO aumentaram um pouco mais de 18% para 20.384 unidades, com receita de vendas da marca igual a €860 milhões (ano anterior: €674 milhões). A VWCO registrou o lucro operacional de €18 milhões (ano anterior: €13 milhões), o que inclui a reversão de uma provisão para reestruturação de €13 milhões. Os efeitos positivos da receita de vendas foram compensados por efeitos cambiais e aumentos de custos relacionados à inflação, por exemplo, para materiais e maiores taxas de depreciação e amortização. A Volkswagen Caminhões e Ônibus continua a se concentrar em um programa abrangente para fortalecer suas operações em um ambiente de mercado intensamente competitivo com o objetivo de melhorar sistematicamente a qualidade dos ganhos. O retorno operacional das vendas foi de 2,1% (ano anterior: 2,0%).

Desempenho positivo de vendas nos principais mercados

Apesar do desempenho favorável geral das vendas durante a primeira metade de 2019, o ritmo elevado do crescimento do ano passado decresceu ligeiramente.

Durante o primeiro semestre de 2019, as vendas de unidades de caminhões da marca TRATON aumentaram em torno de 12% para 113.112 veículos, um resultado consideravelmente acima da cifra do ano anterior. Isso inclui a série MAN TGE (7.266 unidades), que contribuiu para o vigoroso crescimento com mais do dobro do volume do ano anterior. As entregas de ônibus diminuíram cerca de 9% para 10.224 unidades devido ao declínio no Irã e na Rússia.

As vendas de unidades de caminhões na região UE28+2 foram consideravelmente maiores do que no ano anterior, com a Alemanha contribuindo para um significativo aumento desse resultado. As vendas unitárias de caminhões em outros mercados UE28+2 também registraram crescimento positivo. O crescimento das vendas unitárias de caminhões na América do Sul diferiu de região para região. Conquanto as vendas unitárias no Brasil tenham aumentado consideravelmente, a maioria dos outros mercados sul-americanos apresentou quedas significativas. Especialmente na Argentina, as vendas unitárias diminuíram consideravelmente devido à difícil situação macroeconômica.

Nos mercados restantes, principalmente na Rússia, Turquia, Irã e Índia, as vendas de unidades do caminhões declinaram fortemente em comparação com o ano anterior.

As vendas de unidades de ônibus na região UE28+2 melhoraram ligeiramente em comparação com o ano anterior, em grande parte devido à contribuição dos mercados da França e da Suécia. As vendas na América do Sul foram significativamente maiores que o mesmo período do último ano, com um aumento considerável principalmente nas vendas unitárias no Brasil. Tal crescimento foi impulsionado por contrato de um programa de ônibus escolar do governo federal. A unidade de vendas ficou aquém do nível anterior nos mercados restantes, principalmente devido às quedas acentuadas no México e no Irã.